ROLE O BANNER COM O MAUSER

> > >

Pesquisar este blog

segunda-feira, 2 de maio de 2011

21 - DESAFIO - O JULGAMENTO DE DEUS E DE SEUS SANTOS


A Igreja nos ensina que o pecado mortal nos tira a vida divina que habita em nós. Quem morre neste estado já está condenado. Destaco que a palavra "claramente" está mal colocada, considerando que ninguém tem condições de fazer tal julgamento. Diria com mais acerto "supostamente", "presumivelmente", etc. Veja aqui a questão do julgamento inequivocamente defendida por São Paulo:

"Verdade é que minha consciência de nada me acusa, mas nem por isto estou justificado; meu juiz é o Senhor" (1Cor 4,4).

Ora, amigo, se a própria pessoa é incapaz de se julgar, como poderá ser o julgamento de terceiros? Este julgamento pertence a Deus e aos santos a quem ele deu este poder:

"Não sabeis que os santos julgarão o mundo?... " (1 Coríntios 6,2)

Deus não é limitado pelo tempo, que é sua criatura. Para ele é presente o que para nós já é futuro.

Desde toda a eternidade, antes mesmo da criação do homem e do universo, ele já conhecia todas nossas orações. Foi dito que Deus não quer a morte do ímpio, mas quer que oremos por ele. Quando uma oração, para nós feita no futuro, já existe na mente divina, podendo atendê-la no momento que achar por bem.

Por que, então, não rezar por alguém que já faleceu?

Porventura deixará o Pai de atender a prece de quem, mesmo sem entender, a fez dentro do tempo de Deus, embora com atrazo em nosso tempo?


Verifique o original  (se já não foi apagado)


DEMAPRO/Oswaldo/Tonho da Lua - ICAR.



mostrando 201-210 de 1.535




22/05/10 - OSWALDO -

Roberval &Olivia - há um tempo atrás na casa de um cliente meu , ouvi o padre marcelo falar que em um dia específico (não lembro qual o nome) alguém poderia interceder por um parente ou amigo que teria morrido claramente em pecado, para tira-lo do purgatório ou do inferno. Pergunto: em qual parte da bíblia vçs se baseiam para difundir essa doutrina?
_________________________________

A Igreja nos ensina que o pecado mortal nos tira a vida divina que habita em nós. Quem morre neste estado já está condenado. Destaco que a palavra "claramente" está mal colocada, considerando que ninguém tem condições de fazer tal julgamento. Diria com mais acerto "supostamente", "presumivelmente", etc. Veja aqui a questão do julgamento inequivocamente defendida por São Paulo:

"Verdade é que minha consciência de nada me acusa, mas nem por isto estou justificado; meu juiz é o Senhor" (1Cor 4,4).

Ora, amigo, se a própria pessoa é incapaz de se julgar, como poderá ser o julgamento de terceiros? Este julgamento pertence a Deus e aos santos a quem ele deu este poder:

"Não sabeis que os santos julgarão o mundo?... " (1 Coríntios 6,2)

Deus não é limitado pelo tempo, que é sua criatura. Para ele é presente o que para nós já é futuro.

Desde toda a eternidade, antes mesmo da criação do homem e do universo, ele já conhecia todas nossas orações. Foi dito que Deus não quer a morte do ímpio, mas quer que oremos por ele. Quando uma oração, para nós feita no futuro, já existe na mente divina, podendo atendê-la no momento que achar por bem.

Por que, então, não rezar por alguém que já faleceu?

Porventura deixará o Pai de atender a prece de quem, mesmo sem entender, a fez dentro do tempo de Deus, embora com atrazo em nosso tempo?



 22/05/10 - Lemuel Alexandre

OSWALDO.

O ensino apostólico sempre foi um. É claro que muitos entendiam a transmissão da revelação de forma diferente. É por isto que existe a Igreja como a última instância a que se possa apelar para resolução de todos os conflitos (Atos, 15). Ela é a última palavra da qual não se pode duvidar. Por isto Jesus afirmou:

"... se recusar ouvir também a Igreja, seja ele para ti como um pagão e um publicano" (São Mateus 18,17).

___________________________________

Como gostei de sua pessoa, vamos continuar..

Brother depois podemos falar dos apostólos mas, vamos falar da igreja católica apóstolica romana..

Deixei claro que não existia no primeiro século a ICAR, não existia uniformidade cristã..não exitia movimento monolítico.

Qual seria a certa então?Cristianismo Judaico?Helenistico? Apocalíptico?Proto-Catolicismo?destes últimos os Ortodoxos?Católicos?Com que base afirma isso?

Querido vou deixar claro que não desejo que vc vire Protestante, Pentecostal ou etc..

Não estou tentando "converter" você, não quero que tente me converter tbm..

Por favor qual a bíblia que você está usando?Assim nós podemos debater diretamente as passagens que citamos. Muitas vezes Bíblias diferentes têm diferentes traduções e comparar as diferentes versões contrapostas ao original hebraico que nosso colegas judeus entendem nos engrandece na compreensão da mensagem.

Estou usando a Bíblia de Jerusalém.




De todas as perguntas feitas esta resume todas as demais.

Os apóstolos eram infalíveis quando transmitiam o depósito de fé que haviam recebido de Cristo. Deus não é imprevidente, nem tão pouco deixaria que sua revelação se tornasse refém da falibilidade humana.

São Paulo, inspirado por Deus, disse:

"Por isso é que também nós não cessamos de dar graças a Deus, porque RECEBESTES A PALAVRA DE DEUS, QUE DE NÓS OUVISTES, e a acolhestes, não como palavra de homens, mas como aquilo que realmente é, COMO PALAVRA DE DEUS, que age eficazmente em vós, os fiéis. " (I Tessalonicenses 2,13)


_____________________________________

Discordo totalmente de sua "visão"..Na verdade nem foi Paulo que escreveu todas aquelas cartas..
Inspiração é uma coisa, não confundir com Psicografia.

Somente 7 cartas são realmente legítimas cartas paulinas: Romanos, 1 e 2 Coríntios, Gálatas, 1 Tessalonicenses e Filemón.

Incluisive nas cartas letígimas é possivel encontrar algumas interpolações posteriores


Então é importante saber se você está realmente pegando alguma informação do material legítimo ou das outras cartas não-paulinas.

Na verdade, as cartas de Paulo eram copiadas e lidas pelas comunidades cristãs. Daí a tradição.

O primeiro a usá-las como Canon foi Marcião.


Bom mano mas a respeito dos apostólos não vem ao caso, e nem sobre a inspiração ou psicografia da Bíblia..

Vamos nos ater a ICAR.



 22/05/10 Clodoaldo


"E aconteceu que, dizendo ele estas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse:
Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste.
Mas ele disse:
Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam".


Nesta ocasião Jesus tira qualquer sombra de divindade de Maria, heim.




Suas afirmaçoes dão a idéia de que a expressão cristã 'Católica Romana' foi o cristianismo primordial. Havia na verdade certos elementos proto-católicos entre os cristãos primitivos.
A Igreja nasceu em Pentecostes mas não como sendo a estrutura da Igreja Romana que temos hoje..

É infundada e Soberba a idéia de que a Igreja Romana é primordial e que as demais expressões e tradições cristãs são imperfeitas ou até mesmo inválidas fora da tradição romana

Mas concordo contigo em algo se o pessoal estudasse mais a respeito do católicismo e além disto a patrística, 90% das baboseiras evangélicos sobre a ICAR nem existiriam.É só fazer uma boa leitura dos primeiros padres, mostra sem dificulades, a boa distância que os separa do protestantismo..um elogio meu é a respeito dos livros deuterocanônicos usados pela crisntandade primitiva!

Mas uma pena ter adotado tal postura.

PAX DOMINI




OSWALDO e Cia

Galera acho que por hj ta bom..

Daqui a pouco vem o Cy e vai até se assustar com tanta postagem..

E eu como respeito a Foice..

Ta bom por hj

Estamos a caminhar bem, já que ta todo mundo respeitando o próximo etcetc

Abraço Oswaldo, posta ae que amanhã respondo!

GRAÇA E PAZ




OSWALDO...


II - Nunca foi declaro verdade de fé?!... Pobre dos "incautos" que morreram acreditando que era.[/red
_______________________________________

E daí? Alguém será condenado porque, sem contrariar os ensinos da Igreja, morreu acreditando no limbo?


.


Oh! Jogo de cintura. Bha tchê! Tá certo, tirando o "seu" da reta, a pimenta nos olhos alheios é refresco. Quem acreditou foi ele(a)...

Lógico que a resposta para esta pergunta podem ser duas. 

Se a igreja estava em Cristo, ensinou conforme a Graça, realmente não vai fazer diferença, pois hipóteses esta longe de sua "rotina". 

Se não esta em Cristo, com certeza não valorizou a alma do próximo, deixando de cumprir o Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a si mesmo, levantando hipóteses para "justificativas".

Então, seja a ICAR ou qualquer, que queira ser Igreja, ou parte dela, não cumprir o Novo Mandamento dado pelo Mestre e Cabeça Intelectual da mesma, pode ter certeza que a Palavra Dele irá dar o veredicto final para a condenação.

João em suas visões do Apocalipse viu este fato futuro. Ou este livro esta em descredito, como sagrado, pela "infalível" ICAR? Quero "achar" que não!

Queria te convidar, na boa, a ser representante de Cristo. Porque se defendes bem a ICAR, com certeza seria um ótimo discipulo e pronto para ensinar a outros serem. Infelizmente a banda não toca conforme o Mestre.

Fraternal abraço, galdério ou gaudério (não lembro a escrita correta - de qualquer forma vai depender da região - capital, interior),

Em Cristo e para Cristo,




 22/05/10 Rosane ✌

Gosto de ver as postagens do Oswaldo...



 22/05/10 Mb

Obrigado, Oswaldo.

Minha dúvida é: a quem devemos dirigir nossas orações?
=========================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TODOS OS SEUS COMENTÁRIOS TERÃO RESPOSTAS.